Arup contrata estagiários do Programa Ciência sem Fronteiras

Padrão

A Arup, multinacional de engenharia de projetos responsável por obras de grande porte como o Ninho do Pássaro (China), está contratando brasileiros participantes do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) para trabalharem num de seus maiores escritórios do mundo, situado em Nova Iorque (EUA).

De acordo com Ricardo Pittella, que iniciou sua carreira na Arup há 17 anos em Nova Iorque e diretor da empresa no Brasil, a participação nesse programa do Governo Federal é muito positiva para todas as partes envolvidas. “O Ciência sem Fronteiras traz benefícios para os estudantes de forma geral, gerando oportunidades e capacitação. Já para as empresas, ele é bem interessante pois ajuda a atrair grandes talentos brasileiros, dando abertura para sua futura contratação no Brasil”.

Para o engenheiro da Arup Raphael Vidotti, estagiário que participou do CsF, a experiência internacional é muito importante para o currículo dos jovens profissionais. “Ter a oportunidade de trabalhar e estudar num país bem competitivo em relação à tecnologia e inovação já é um grande privilégio. E, além disso, ter conseguido um estágio numa empresa tradicional como a Arup em Nova Iorque, com grande possibilidade de efetivação quando eu voltasse ao Brasil, foi algo muito interessante e desafiador”, conclui Raphael.

Mesmo não tendo participado do CsF, o engenheiro mecânico Andrew Marchesin tem uma história similar: ele está na empresa desde 2002, onde começou como recém-formado em Nova Iorque, e hoje trabalha no escritório de São Paulo. “Os funcionários da Arup costumam ter muito tempo de casa. A companhia tem tradição em atrair e reter os maiores talentos, e o Ciência sem Fronteiras é um caminho muito interessante nesse aspecto”, afirma Andrew.

Criado em 2011 pelo Governo Federal, o CsF tem como meta a promoção de desenvolvimento tecnológico e científico através do intercâmbio de estudantes e pesquisadores em instituições estrangeiras de alto nível. Além de pesquisadores, estão habilitados a participar alunos de graduação e de pós-graduação matriculados em cursos das áreas de ciências exatas e biológicas, nas instituições que aderiram ao programa.

Sobre a Arup
A Arup é uma empresa multidisciplinar de engenharia e consultoria, reconhecida mundialmente por seus projetos inovadores e sustentáveis. Entre suas obras, realizadas em mais de 160 países, as mais famosas são a Sydney Opera House (Austrália), o trem bala Londres-Paris High Speed 1 (Inglaterra), o centro aquático Cubo D´água (China) e as arenas esportivas Ninho do Pássaro (China) e a Allianz Arena (Alemanha). No Brasil, em São Paulo, a empresa está atuando na revitalização do Porto de Santos e no projeto do Centro Cultural Luz; no Rio de Janeiro, a Arup vem trabalhando em projetos relacionados à Olimpíada de 2016, como a expansão do metrô da cidade, a Vila Olímpica e as arenas dos jogos. Fundada em 1946, a empresa tem 11.000 funcionários, em seus 90 escritórios espalhados por 38 países, sendo dois no Brasil: Rio de Janeiro e São Paulo.