São Paulo e Rio lideram ranking de custo de vida

Padrão

Mesmo com o efeito das flutuações cambiais, a variação cambial do BRL com relação ao USD foi de 20,85%, quando comparadas as taxas utilizadas como referência nas pesquisas de março de 2013 e 2014**, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro lideram o topo do ranking da América Latina do levantamento sobre o custo de vida nas principais cidades do mundo. Em seguida, destacam-se Pointe a Pitre (Guadalupe), Buenos Aires (Argentina) e Santiago (Chile) em terceira, quarta e quinta posição respectivamente. O aumento médio nos valores de aluguel de um apartamento sem mobília com 2, 3 e 4 quartos em São Paulo, por exemplo, foi de 4% enquanto no Rio de Janeiro foi de 8,5%.*

Além dos elementos já mencionados que influenciaram a queda das cidades brasileiras no ranking deste ano, podemos destacar que a categoria da cesta de produtos e serviços da Mercer que sofreu maior variação com relação ao resultado da pesquisa do ano passado foi ‘suprimentos domésticos’, diz a consultora de Remuneração e Global Mobility da Merce, Karla Costa, onde observamos uma diminuição destes índices na comparação com Nova York. Já a categoria de ‘serviços domésticos’ apresentou a menor variação quando comparadas as relatividades entre Nova York e as cidades brasileiras de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Metodologia:

A pesquisa de custo de vida desenvolvida pela Mercer considera utilização de uma cesta única de bens de consumo e serviços para comparar e mensurar as diferenças entre as cidades base e destino. São consideradas dez categorias na pesquisa, a saber: Comida em Casa, Álcool e Fumo, Suprimentos Domésticos, Higiene Pessoal e Saúde, Vestuário e Calçados, Serviços Domésticos, Utilidades, Comida fora de Casa, Transporte e Esportes e Lazer, cada uma com seu respectivo peso definido pela metodologia.

Os elementos que podem impulsionar a subida ou queda de uma cidade no ranking são: flutuação cambial, movimentações nos preços da cesta de produtos e serviços da Mercer (diminuição ou aumento dos preços em determinada cidade) e movimentação das demais cidades no ranking.

*Considerando a média dos valores praticados em todas as tabelas para apartamentos sem mobília de 2, 3 e 4 quartos.

**Para efeitos de pesquisa, 1 USD em 2013 era BRL 1,974655 e 1 USD em 2014 foi BRL 2,386450

Deixe uma resposta